Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

16
Mar17

Ainda vou a tempo de cumprir uma resolução de Ano Novo?

Joana

Um dos compromissos que estabeleci para mim mesma para o ano de 2017 foi o de contribuir, de alguma forma, para os mais necessitados. Por regra, sou pessoa de dar várias coisas - desde trivialidades a roupa, calçado e alimentos. No dia a dia, e dentro do que posso, ajudo quem precisa e tenho muita dificuldade em dizer que não a certos pedidos. Mas costumo resistir: dinheiro, salvo raras exceções, será das poucas coisas que não dou. Prefiro muito mais dar um pão ou pagar um almoço a alguém, do que dar qualquer tipo de dinheiro que, a páginas tantas, poderá nem ser empregue no que seria mais necessário. No fundo, em alternativa ao dinheiro, dou aquilo que eu, se estivesse do outro lado, valorizaria na minha luta pela sobrevivência e pela (re)construção de uma vida minimamente digna.

 

Em 2016, através da minha empresa, tornei-me entidade parceira de uma Associação de Proteção Animal, por forma a ajudar, com ração e donativos, os animais que são "salvos" por quem realmente cede parte do seu bem mais valioso - o tempo - para ajudar os bichos. Esta é uma causa que particularmente me toca e já consegui ajudar algumas vezes, o que, por muito que seja singelo no universo de todas as necessidades, é já é um contributo.

 

A fim de cumprir um dos meus grandes propósitos para 2017, decidi que a minha empresa iria, este ano, participar na venda do Pirilampo Mágico. Temos muitas CERCI a precisar da nossa ajuda e, se neste caso particular, conseguirmos reunir uma boa quantidade de dinheiro para financiar esta causa, terei feito a minha parte e sentir-me-ei realizada neste campo.

 

Uma das coisas que mais quero levar desta vida é saber que contribuí, nesta minha caminhada, para melhorar a vida dos outros. Esta segunda missão solidária da minha empresa tem, por isso, uma importância fulcral para mim. Chocam-me muito as deficiências profundas e não imagino o que será viver com essa realidade. Por isso, em 2017, eu estou com o Pirilampo Mágico. Só que vou fazer parte da história de uma forma bem mais real, desta vez.

 

E vocês? Ainda vivem a magia do Pirilampo Mágico, como há uns anos ou isto já faz só parte das vossas memórias?

Eu.

foto do autor

Instagramem-me!

@joaninha_me