Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

13
Set17

Eu não fui feita para ter classe.

Joana

Eu sou uma pessoa que não aprecia álcool. Não bebo, porque não consigo mesmo gostar do sabor, nem do efeito a que o seu excesso conduz (que até hoje, apenas e só vi nos outros). A sério que não sou antissocial, nem hamish, nem extraterrestre, confiem em mim.

 

 

 

 

Esta pura incapacidade leva-me a sentir-me, por vezes, um pouco subvalorizada em momentos sociais, porque, para além de não ser muito compreendida, nunca terei a dignidade ou a classe de ser vista e fotografada com um copo de vinho tinto na mão, um copo de vinho branco numa mesa a meia luz ou um copo de champanhe em alturas de festa. Em vez disso, apenas terei a simplicidade da água a imitar vodka, da SevenUp a imitar gin, do Ice Tea a imitar licor e, no pior dos cenários, do Champomy a imitar champanhe ou uma bebida de classe semelhante.

 

No meio deste cenário catastrófico, valem-me duas coisas: o facto de o J. ser, aparentemente, o único espécime masculino à face da Terra igual a mim neste campo e de os outros nos verem sempre como aquele casal querido, que não bebe, e nos olharem de uma forma que contempla um misto de comiseração e enternecimento, por sermos diferentes. Tipo uns vegan numa churrascada, mas com menos estilo. Enfim. Cada um nasce para o que nasce e eu, aparentemente, não nasci para um nível de classe que se alcança com um copo de um bom vinho tinto na mão. Triste.

 

(E a sério que não vale a pena tentarem a minha evangelização neste âmbito, falando-me de Vinho do Porto ou da Madeira, porque aquilo em lado e momento algum será entendido como doce pelo meu palato. Antes como algo para curar dores de garganta profundas ou puramente para desinfestação interna.)

 

 

 

2 comentários

Comentar post

Eu.

foto do autor

Instagramem-me!

@joaninha_me