Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

04
Set17

Pode ter sido só por eu estar com sono.

Joana

Ainda hoje me está aqui a pulsar na cabeça a frase que ontem um jovem muito mal encarado que trabalha numa churrasqueira me disse, quando me entregou o meu pedido, sem que antes me tenha dirigido qualquer palavra que fosse, a não se as obrigatórias "Molho normal ou picante?". Entregou-me o saquinho azul (estamos no âmbito da mensagem literal, atenção!) cheio de gordura nas asas e disse-me isto: "Boa sorte". Podia ter optado por um "Boa tarde", um "Muito obrigado", um "Até à próxima" ou um "Volte sempre". Mas não. Disse "Boa sorte".

 

Expliquem-me, por favor. É simples parvoíce ou isto encerra em si toda uma mensagem demasiado subliminar, que fui incapaz de decifrar? Estou aberta a ouvir as vossas teorias explicativas sobre este momento breve, mas intenso, do meu domingo. Obrigada.

 

21
Jul17

Ai, adolescência!

Joana

Conversa com um aluno de 13 anos que está a passar a fase crítica da adolescência, quando, numa atividade, ficámos a saber que os leões marinhos começam a caçar logo após completarem 1 ano de idade:

 

Eu (a provocar) - Vês, P.? Com um ano já são desenrascados e têm de lutar pela vida.

P. - Han...han...

Eu - E caçam peixe!

P. - Han... han...

Eu - Sozinhos!

P. - Han... han...

Eu - Com UM ano!

 

(Pausa)

 

P. - Ó professora, eu também caço... raparigas! Não é peixe, mas dá para alimentar.

 

 

Silêncio.

Deixo-vos a refletir sobre estas sábias palavras de um rapazinho simpático, mas com demasiadas hormonas aos saltos.

 

 

(E caramba, isto no meu tempo não era assim.

Ou era?!...).

 

Eu.

foto do autor

Instagramem-me!

@joaninha_me