Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

02
Ago17

Eu não choro quando experimento vestidos.

Joana

Às vezes, como quem não quer a coisa, paro os olhos naquele programa "Say Yes to The Dress" do TLC. Apesar de não gostar do canal e da generalidade dos programas que dele fazem parte, acabo por dar uma oportunidade a este, porque é daquela categoria que não nos obriga a pensar e que, em dia de preguiça plena, é perfeito para engordar a sorna. No entanto, é muito raro que sempre que vejo este programa, a dada altura, não comece a rebolar os olhos perante o por lá passa, sobretudo quando as noivas choram ao experimentarem O vestido.

 

Ora bem, minhas amigas, eu já casei, sabia o que estava a fazer, estava muito feliz e tranquila e experimentei apenas dois vestidos no tempo de noivado. O primeiro era um sonho, mas não ficava particularmente bem no meu tipo de corpo. O segundo era precisamente a ideia do que queria - simples, justo e fluído. Posso dizer que eu nenhuma fase do processo eu chorei. Sim, eu não chorei quando descobri o meu vestido. Sim, aparentemente, eu sou uma pessoa estranha.

 

Acho que esta cena de se chorar quando se encontra o vestido que vai ser o escolhido para o grande dia é uma tanga. A única explicação que eu encontro para isso é a pessoa não estar certa do passo que vai dar e só quando se sente verdadeiramente "noiva" é que lhe cai a ficha e se apercebe que já não há volta a dar (ou haverá, mas pronto).

Ou então, pode ter qualquer coisa a ver com isto:

 

 

 

Anyway...

 

Eu também não sou muito apegada a bens materiais, apesar de adorar roupa, pelo que acredito que poderá vir daí a minha falta de compreensão deste fenómeno. Mas acho francamente que um vestido não pode ter a capacidade de nos fazer chorar. E olhem que eu sou uma sensivelzinha e chorona do pior.

 

Noivas deste nosso pequeno e belo país: como em tudo na vida, não criem demasiadas expectativas relativamente ao vosso vestido. Ele pode ser o tal e não vos fazer chorar. Ou fazendo, que seja apenas pelo preço: é caro como tudo e o preço por cm2 parece o de uma penthouse em Nova Iorque. Só por aí é que se justificam as lágrimas, parece-me. Chorar porque estamos muito bonitas num vestido já revela todo um novo padrão de personalidade, que muito pouco pode ter a ver com o verdadeiro sentido do casamento.

 

 

21
Set15

Detesto.

Joana

Miúdos vestidos como pequenos palhacinhos para os seus batizados. Miúdos a quem os pais acharam que ficava bem um vestido enorme, com uma cauda três vezes maior que a criança e, não bastasse, com uma saia ou calções tipo balão. Ou, então, uma espécie de lençol, que parte da sua pequena cinturinha e parece nunca mais terminar. Isto tudo é mau, mas piora se o tecido brilhar. E se houver fitas com pompons na cabeça. E se, no meio de tudo isto, as crianças forem rapazes.

Santa piroseira.

 

 

Eu.

foto do autor

Instagramem-me!

@joaninha_me