Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

29 de Maio, 2013

Das coisas que me metem nojo.

Joana
Mas ponham "nojo" nisso - é a nata do leite. Simples, mas horrenda, para mim. Se soubessem como me sinto sempre que tiro a nata ao leite acabado de aquecer... é que estou sempre no limite do enjoo. E olhem que eu não sou "paridinha" com muitas coisas, sou até bastente despachada e prática. Mas numa coisa simples como esta, perdem-me logo. É que, para mim, isto é bem mais nojento do que muito inseto repugnante para muita gente. Enfim, pancas.

(Gostava de alegrar este post com uma fotografia alusiva ao tema, mas como só a ideia de ir pesquisar uma fotografia sobre o assunto me dá náuseas, fica para uma próxima, se não se importarem.)

Pronto, é só isto. Achei que era importante para que o vosso dia continuasse a correr bem. :)


29 de Maio, 2013

Das coisas que me metem nojo.

Joana
Mas ponham "nojo" nisso - é a nata do leite. Simples, mas horrenda, para mim. Se soubessem como me sinto sempre que tiro a nata ao leite acabado de aquecer... é que estou sempre no limite do enjoo. E olhem que eu não sou "paridinha" com muitas coisas, sou até bastente despachada e prática. Mas numa coisa simples como esta, perdem-me logo. É que, para mim, isto é bem mais nojento do que muito inseto repugnante para muita gente. Enfim, pancas.

(Gostava de alegrar este post com uma fotografia alusiva ao tema, mas como só a ideia de ir pesquisar uma fotografia sobre o assunto me dá náuseas, fica para uma próxima, se não se importarem.)

Pronto, é só isto. Achei que era importante para que o vosso dia continuasse a correr bem. :)


27 de Maio, 2013

Dos 100 aos 0 em poucos minutos.

Joana
Hoje comecei o dia com um telefonema que me trouxe um grande elogio ao meu trabalho e que me criou expectativas viáveis para o próximo ano letivo. Minutos depois desta boa notícia, abro a caixa de correio eletrónico e e leio um mail de uma pessoa que claramente interpretou mal palavras minhas e que, apesar de eu sempre ter manifestado uma constante disponibilidade e profissionalismo (e amizade, neste caso particular), me apresenta, agora, um discurso distante e ofendido - quando quem se deveria sentir ofendido com o que leu, deveria ser precisamente eu.

Pouca justiça e a queda abrupta de um prato da balança. Se isto não fosse uma segunda feira, teria de passar necessariamente a ser, certo?...
27 de Maio, 2013

Dos 100 aos 0 em poucos minutos.

Joana
Hoje comecei o dia com um telefonema que me trouxe um grande elogio ao meu trabalho e que me criou expectativas viáveis para o próximo ano letivo. Minutos depois desta boa notícia, abro a caixa de correio eletrónico e e leio um mail de uma pessoa que claramente interpretou mal palavras minhas e que, apesar de eu sempre ter manifestado uma constante disponibilidade e profissionalismo (e amizade, neste caso particular), me apresenta, agora, um discurso distante e ofendido - quando quem se deveria sentir ofendido com o que leu, deveria ser precisamente eu.

Pouca justiça e a queda abrupta de um prato da balança. Se isto não fosse uma segunda feira, teria de passar necessariamente a ser, certo?...
24 de Maio, 2013

Alerta, Alerta! Post de gaja (e de gajo também)! #4

Joana
Ora cá estou eu de novo a dar mais uma opinião sobre um produto que testei e que, decididamente, aprovo - LÓréal: Elvive Arginina Resist.


Para quem tem cabelo mais fraco ou em fase de enfraquecimento (pela fase do ano, pelas alterações hormonais, etc.) este champô faz maravilhas. Não digo que umas multivitaminas ao mesmo tempo não ajudem, mas este champô, por si só, é bastante bom.

Como já sabem, eu acho sempre que as promessas das marcas são a puxar à mentira e que raramente cumprem o que dizem. Mas desta vez, dou a mão à palmatória.
Comprei este champô porque recebi um vale de oferta da Elvive e, como este produto era novidade e falava de coisas que a todos nos agrada ouvir, trouxe-o. Pois bem, ele tem sido o nosso melhor amigo lá em casa. O meu cabelo ganhou força, vida e a sua queda reduziu incrivelmente. O cabelo dele (sim, que isto também é para homens) ganhou, sobretudo, força e tornou-se mais denso. Eu cá estou convencida que isto não é sugestão minha; pelo menos no meu cabelo, notei de imediato a diferença.

Para quem tiver o cabelo fraco, fino ou desvitalizado, acho que esta é uma boa aposta. Não é caro - custa cerca de 3,80 Euros -, é fácil de encontrar em qualquer supermercado e faz o mesmo - ou mais - do que alguns champôs caríssimos de marca que eu e ele já experimentámos, sem quaisquer resultados visíveis.



p.s. - O ideal será experimentar toda a gama, mas sobre todos os produtos ainda não tenho opinião. O bolso não dá para tudo e as minhas opiniões baseiam-se em compras que faço, não em ofertas que recebo (infelizmente...). Mal tenha outras bases para vos deixar aqui opinião, assim farei! :)


24 de Maio, 2013

Alerta, Alerta! Post de gaja (e de gajo também)! #4

Joana
Ora cá estou eu de novo a dar mais uma opinião sobre um produto que testei e que, decididamente, aprovo - LÓréal: Elvive Arginina Resist.


Para quem tem cabelo mais fraco ou em fase de enfraquecimento (pela fase do ano, pelas alterações hormonais, etc.) este champô faz maravilhas. Não digo que umas multivitaminas ao mesmo tempo não ajudem, mas este champô, por si só, é bastante bom.

Como já sabem, eu acho sempre que as promessas das marcas são a puxar à mentira e que raramente cumprem o que dizem. Mas desta vez, dou a mão à palmatória.
Comprei este champô porque recebi um vale de oferta da Elvive e, como este produto era novidade e falava de coisas que a todos nos agrada ouvir, trouxe-o. Pois bem, ele tem sido o nosso melhor amigo lá em casa. O meu cabelo ganhou força, vida e a sua queda reduziu incrivelmente. O cabelo dele (sim, que isto também é para homens) ganhou, sobretudo, força e tornou-se mais denso. Eu cá estou convencida que isto não é sugestão minha; pelo menos no meu cabelo, notei de imediato a diferença.

Para quem tiver o cabelo fraco, fino ou desvitalizado, acho que esta é uma boa aposta. Não é caro - custa cerca de 3,80 Euros -, é fácil de encontrar em qualquer supermercado e faz o mesmo - ou mais - do que alguns champôs caríssimos de marca que eu e ele já experimentámos, sem quaisquer resultados visíveis.



p.s. - O ideal será experimentar toda a gama, mas sobre todos os produtos ainda não tenho opinião. O bolso não dá para tudo e as minhas opiniões baseiam-se em compras que faço, não em ofertas que recebo (infelizmente...). Mal tenha outras bases para vos deixar aqui opinião, assim farei! :)


23 de Maio, 2013

Três dicas para não ser um novo Corcunda de Notredame.

Joana
Hoje dei-me conta de três coisas que faço inconscientemente e que resultam dos anos de pilates que pratiquei. Parecendo que não, os ensinamentos ficaram cá entranhados e já são quase intuitivos. Partilho convosco três coisas que podem fazer no dia a dia e que vos ajudarão a evitar dores de costas, a corrigir a vossa postura e a definir a barriguinha, quase sem darem por ela:

1. Tenham a consciência de manterem, sempre que possível, os ombros bem afastados das orelhas. Quanto mais próximos, pior a vossa postura. Sempre que sentirem que estão a ficar cansados e a deixar descair as costas, é só lembrarem-se desta dica, puxar os ombros para trás e bem afastados das orelhas e automaticamente a postura fica corrigida.

2. Imaginem que têm, neste momento, um cinto na vossa cintura. Esse cinto tem 5 buracos. Imaginem que o têm apertado no 1º buraco e façam o respetivo movimento de barriga. Agora imaginem que o apertam e que ele está no último buraco, muito apertado mesmo. Agora aliviem essa pressão e imaginem que o cinto está apertado no 3º buraco. Pronto, é nesse 3º buraco imaginário (ou seja, com a pressão que fizeram na vossa barriga) que têm de andar sempre - protege e fortalece as costas, evita lesões e define a barriguinha.

3. Quando forem conduzir, e antes de ligarem o motor, sentem-se bem no vosso banco, estiquem as costas e coloquem os ombros afastados das orelhas. Agora, ajustem o espelho retrovisor interior ao nível dos vossos olhos (o que, se estiverem a fazer tudo bem, deverá corresponder a uma posição mais alta do que aquela em que está habitualmente). Assim, sempre que tiverem necessidade de olhar pelo retrovisor, são obrigados(as) a esticar as costas e a corrigir a coluna.


Não são coisas complicadas nem impossíveis de concretizar, pois não?
E pronto, está aqui o meu contributo semanal para a saúde de todos os meus leitores. :) Usufruam das dicas à vontade!
23 de Maio, 2013

Três dicas para não ser um novo Corcunda de Notredame.

Joana
Hoje dei-me conta de três coisas que faço inconscientemente e que resultam dos anos de pilates que pratiquei. Parecendo que não, os ensinamentos ficaram cá entranhados e já são quase intuitivos. Partilho convosco três coisas que podem fazer no dia a dia e que vos ajudarão a evitar dores de costas, a corrigir a vossa postura e a definir a barriguinha, quase sem darem por ela:

1. Tenham a consciência de manterem, sempre que possível, os ombros bem afastados das orelhas. Quanto mais próximos, pior a vossa postura. Sempre que sentirem que estão a ficar cansados e a deixar descair as costas, é só lembrarem-se desta dica, puxar os ombros para trás e bem afastados das orelhas e automaticamente a postura fica corrigida.

2. Imaginem que têm, neste momento, um cinto na vossa cintura. Esse cinto tem 5 buracos. Imaginem que o têm apertado no 1º buraco e façam o respetivo movimento de barriga. Agora imaginem que o apertam e que ele está no último buraco, muito apertado mesmo. Agora aliviem essa pressão e imaginem que o cinto está apertado no 3º buraco. Pronto, é nesse 3º buraco imaginário (ou seja, com a pressão que fizeram na vossa barriga) que têm de andar sempre - protege e fortalece as costas, evita lesões e define a barriguinha.

3. Quando forem conduzir, e antes de ligarem o motor, sentem-se bem no vosso banco, estiquem as costas e coloquem os ombros afastados das orelhas. Agora, ajustem o espelho retrovisor interior ao nível dos vossos olhos (o que, se estiverem a fazer tudo bem, deverá corresponder a uma posição mais alta do que aquela em que está habitualmente). Assim, sempre que tiverem necessidade de olhar pelo retrovisor, são obrigados(as) a esticar as costas e a corrigir a coluna.


Não são coisas complicadas nem impossíveis de concretizar, pois não?
E pronto, está aqui o meu contributo semanal para a saúde de todos os meus leitores. :) Usufruam das dicas à vontade!
22 de Maio, 2013

Sempre que beberem uma Coca Cola, lembrem-se disto.

Joana
Há dias, a arrumar a despensa, o J. viu que tínhamos uma garrafa de Coca Cola passada do prazo. Nada de muito estranho, visto que só temos esta bebida para as visitas, porque não somos adeptos de refrigerantes, nem de grandes bebidas para além de água.
Vai daí, decidimos naturalmente deitá-la ao lixo, não sem antes verter o conteúdo da mesma para a pia da cozinha. Como eu estava em processo de lavagem de louça à manápula, guardei a garrafa, contando deitar o conteúdo quando já tivesse terminado e toda a louça estivesse já no escorredor.  Ainda antes de a verter na pia, estive a "batalhar" contra a água que, aparentemente com tudo desentupido, acumulou e não ia para baixo nem por um decreto.
Lembrei-me de repente da Coca Cola e daquela reação que se viu em tantos vídeos da net, de desentupir canalizações, limpar peças automóveis, etc. e que considerava grande tanga. Pois, não é, meus amigos. Eu olhei para a água estagnada, ela olhou para mim, eu olhei para a garrafa de Coca Cola, ela olhou para mim, eu peguei nela e verti o que ela continha e puff... não se fez Chocapic, mas fez-se o equivalente a um produto super potente de desentupimento de canos. O contacto da Coca Cola com a água fez uma efervescência enorme, a água foi literalmente "sugada" de uma só vez, fez um ruído forte e tudo desapareceu. E não me digam que reagiu com algum detergente ou coisa que o valha, porque ali já nada disso havia. Portanto, se isto atuou assim com água e numa pia, imaginem o que atuará com fluídos gástricos num corpo humano. Não deve ser a rodela de limão que salva a coisa, parece-me.
Had my lesson learned.
22 de Maio, 2013

Sempre que beberem uma Coca Cola, lembrem-se disto.

Joana
Há dias, a arrumar a despensa, o J. viu que tínhamos uma garrafa de Coca Cola passada do prazo. Nada de muito estranho, visto que só temos esta bebida para as visitas, porque não somos adeptos de refrigerantes, nem de grandes bebidas para além de água.
Vai daí, decidimos naturalmente deitá-la ao lixo, não sem antes verter o conteúdo da mesma para a pia da cozinha. Como eu estava em processo de lavagem de louça à manápula, guardei a garrafa, contando deitar o conteúdo quando já tivesse terminado e toda a louça estivesse já no escorredor.  Ainda antes de a verter na pia, estive a "batalhar" contra a água que, aparentemente com tudo desentupido, acumulou e não ia para baixo nem por um decreto.
Lembrei-me de repente da Coca Cola e daquela reação que se viu em tantos vídeos da net, de desentupir canalizações, limpar peças automóveis, etc. e que considerava grande tanga. Pois, não é, meus amigos. Eu olhei para a água estagnada, ela olhou para mim, eu olhei para a garrafa de Coca Cola, ela olhou para mim, eu peguei nela e verti o que ela continha e puff... não se fez Chocapic, mas fez-se o equivalente a um produto super potente de desentupimento de canos. O contacto da Coca Cola com a água fez uma efervescência enorme, a água foi literalmente "sugada" de uma só vez, fez um ruído forte e tudo desapareceu. E não me digam que reagiu com algum detergente ou coisa que o valha, porque ali já nada disso havia. Portanto, se isto atuou assim com água e numa pia, imaginem o que atuará com fluídos gástricos num corpo humano. Não deve ser a rodela de limão que salva a coisa, parece-me.
Had my lesson learned.