Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

24 de Outubro, 2013

As últimas semanas por tópicos.

Joana
- Tive um grande problema na empresa por culpa de uma pessoa que acha que, por pagar, tem direito a insultar as pessoas, a dar-lhes "raspanetes", a criticar a personalidade dos outros, a questionar a competência dos profissionais e que acabou por deixar-me a mim, que sou uma pessoa paciente e calma perante situações de stress, completamente alterada e com um pequeno "trauma", que tardará a passar.

- Percebi que algumas coisas nunca irão mudar e que não aceito, nem aceitarei mais, tudo o que não quero na minha vida. Nunca me anularei só para que os outros estejam bem. Por isso, afastar-me-ei do que não me interessa e que só estraga o que está bem. A prioridade temos de ser nós. Desejo sinceramente que não seja a única a pensar assim.

- Percebi que tenho medo do meu futuro. Medo de que os outros não "invistam" tanto como deviam e de que as pessoas que amo acima de qualquer coisa me falhem.
- Ando aqui a publicitar Workshops do meu Centro, mas a coisa está "difícil". Não é pelo dinheiro - parece-me - mas as pessoas andam a resistir. Acho que há muita dúvida quando se fala em participar nestas coisas, não sei porquê. Considero que as formações são mesmo interessantes (falo como interessada e eventual participante, não como responsável pela divulgação dos mesmos), mas, no fim, as inscrições tardam... :(

- Tenho muito orgulho em mim e no que consegui num ano, praticamente sozinha, sem nunca "baixar a cabeça". Ainda não estou onde quero - longe disso - mas já começo a perceber que tenho capacidade de gestão, criatividade, iniciativa e que o reconhecimento do meu valor afinal existe. Apesar de nem sempre tudo correr bem, tenho muitos feedbacks positivos e é nisso que me tento centrar.

- Estou decidida a retomar o blogue em força. Estão comigo, ainda?

24 de Outubro, 2013

As últimas semanas por tópicos.

Joana
- Tive um grande problema na empresa por culpa de uma pessoa que acha que, por pagar, tem direito a insultar as pessoas, a dar-lhes "raspanetes", a criticar a personalidade dos outros, a questionar a competência dos profissionais e que acabou por deixar-me a mim, que sou uma pessoa paciente e calma perante situações de stress, completamente alterada e com um pequeno "trauma", que tardará a passar.

- Percebi que algumas coisas nunca irão mudar e que não aceito, nem aceitarei mais, tudo o que não quero na minha vida. Nunca me anularei só para que os outros estejam bem. Por isso, afastar-me-ei do que não me interessa e que só estraga o que está bem. A prioridade temos de ser nós. Desejo sinceramente que não seja a única a pensar assim.

- Percebi que tenho medo do meu futuro. Medo de que os outros não "invistam" tanto como deviam e de que as pessoas que amo acima de qualquer coisa me falhem.
- Ando aqui a publicitar Workshops do meu Centro, mas a coisa está "difícil". Não é pelo dinheiro - parece-me - mas as pessoas andam a resistir. Acho que há muita dúvida quando se fala em participar nestas coisas, não sei porquê. Considero que as formações são mesmo interessantes (falo como interessada e eventual participante, não como responsável pela divulgação dos mesmos), mas, no fim, as inscrições tardam... :(

- Tenho muito orgulho em mim e no que consegui num ano, praticamente sozinha, sem nunca "baixar a cabeça". Ainda não estou onde quero - longe disso - mas já começo a perceber que tenho capacidade de gestão, criatividade, iniciativa e que o reconhecimento do meu valor afinal existe. Apesar de nem sempre tudo correr bem, tenho muitos feedbacks positivos e é nisso que me tento centrar.

- Estou decidida a retomar o blogue em força. Estão comigo, ainda?

18 de Outubro, 2013

Ajudar por ser amigo já não se usa. Desenrasca-te!

Joana
Uma das coisas que mais confusão me faz no meu negócio, é eu pedir aos amigos para partilharem o que publico e divulgarem a informação por entre colegas, familiares, amigos, etc. e ver, ao fim de uns quantos dias, que só um ou dois o fizeram. Nunca entendi isto, mas também nunca quis pedinchar nada a ninguém. Amigo que é amigo, ajuda sempre, sem que quase tenha que ser necessário pedir. Porque um amigo quer sempre o melhor para quem mais gosta, está atento às necessidades dos outros e apoia incondicionalmente quem sabe que é seu dever apoiar. 

No meu caso, e muito honestamente, não sinto que isso se passe. e se calha em conversa, vem logo um "não tive oportunidade" ou "não tem interesse para os meus contactos". É mais um "trabalha para ti", no fundo, podem dizer logo. E isso, por muito que tente, nunca compreenderei vindo de um "amigo". Sobretudo porque eu não sou nada (mas nada mesmo) assim. 

Enfim, é mais uma mágoa... só mais uma.
18 de Outubro, 2013

Ajudar por ser amigo já não se usa. Desenrasca-te!

Joana
Uma das coisas que mais confusão me faz no meu negócio, é eu pedir aos amigos para partilharem o que publico e divulgarem a informação por entre colegas, familiares, amigos, etc. e ver, ao fim de uns quantos dias, que só um ou dois o fizeram. Nunca entendi isto, mas também nunca quis pedinchar nada a ninguém. Amigo que é amigo, ajuda sempre, sem que quase tenha que ser necessário pedir. Porque um amigo quer sempre o melhor para quem mais gosta, está atento às necessidades dos outros e apoia incondicionalmente quem sabe que é seu dever apoiar. 

No meu caso, e muito honestamente, não sinto que isso se passe. e se calha em conversa, vem logo um "não tive oportunidade" ou "não tem interesse para os meus contactos". É mais um "trabalha para ti", no fundo, podem dizer logo. E isso, por muito que tente, nunca compreenderei vindo de um "amigo". Sobretudo porque eu não sou nada (mas nada mesmo) assim. 

Enfim, é mais uma mágoa... só mais uma.
16 de Outubro, 2013

Esta coisa de se gerir um negócio só nosso...

Joana
... tem muita coisa boa, mas tem umas quantas coisas más. Uma delas é nunca - NUNCA - nos "desligarmos" da ficha, porque há sempre uma coisa, por mínima que seja, a tratar, a solucionar, a discutir, a acertar. E há dias em que essa "ficha" precisava mesmo de se desligar, acreditem. Porque também há dias em que a paciência não nos deixa tolerar certas coisas e só nos obriga a impor limites. 

É bom, mas não é fácil. Quem disser o contrário, mente.
16 de Outubro, 2013

Esta coisa de se gerir um negócio só nosso...

Joana
... tem muita coisa boa, mas tem umas quantas coisas más. Uma delas é nunca - NUNCA - nos "desligarmos" da ficha, porque há sempre uma coisa, por mínima que seja, a tratar, a solucionar, a discutir, a acertar. E há dias em que essa "ficha" precisava mesmo de se desligar, acreditem. Porque também há dias em que a paciência não nos deixa tolerar certas coisas e só nos obriga a impor limites. 

É bom, mas não é fácil. Quem disser o contrário, mente.
14 de Outubro, 2013

Considerações de um domingo à noite televisivo.

Joana
Factor X:

- Eu não percebo nada de música. As minhas apostas do que vale e não vale a pena são quase sempre contrárias à do júri.
- Não vale a pena comentar os elementos que avaliam, de tão maus que são;
- Ter pernas jeitosas, ir de chinelos e fazer falsetes é que é ter o factor X, aparentemente.

Casa dos Segredos:

- A Teresa Guilherme é mal educada, incorreta, infeliz nas suas considerações e doentiamente previsível;
- Eu aguento bons níveis de degredo televisivo, mas este é o primeiro reality show que não consigo suportar mais de 10 minutos. Nem me estou a conhecer.
- "Esticaram"demasiado a "corda", desta vez - tudo é realmente mau (mas mau, no sentido de nem querer olhar, não mau no sentido de "deixa lá ver..."); tenho a sensação que este vai ser o último Casa dos Segredos de sempre.


14 de Outubro, 2013

Considerações de um domingo à noite televisivo.

Joana
Factor X:

- Eu não percebo nada de música. As minhas apostas do que vale e não vale a pena são quase sempre contrárias à do júri.
- Não vale a pena comentar os elementos que avaliam, de tão maus que são;
- Ter pernas jeitosas, ir de chinelos e fazer falsetes é que é ter o factor X, aparentemente.

Casa dos Segredos:

- A Teresa Guilherme é mal educada, incorreta, infeliz nas suas considerações e doentiamente previsível;
- Eu aguento bons níveis de degredo televisivo, mas este é o primeiro reality show que não consigo suportar mais de 10 minutos. Nem me estou a conhecer.
- "Esticaram"demasiado a "corda", desta vez - tudo é realmente mau (mas mau, no sentido de nem querer olhar, não mau no sentido de "deixa lá ver..."); tenho a sensação que este vai ser o último Casa dos Segredos de sempre.


10 de Outubro, 2013

Shame on Me.

Joana
É verdade, venho admitir um grande Guilty (almost) Pleasure (preparem-se bem):

Eu gosto da música Wrecking Ball, da Miley Cyrus.

É verdade. O vídeo é simplesmente atroz e de péssimo gosto, mas gosto muito da música. E não sei porquê, se querem que vos diga.
Pronto,  quantos leitores perdi?


10 de Outubro, 2013

Shame on Me.

Joana
É verdade, venho admitir um grande Guilty (almost) Pleasure (preparem-se bem):

Eu gosto da música Wrecking Ball, da Miley Cyrus.

É verdade. O vídeo é simplesmente atroz e de péssimo gosto, mas gosto muito da música. E não sei porquê, se querem que vos diga.
Pronto,  quantos leitores perdi?