Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

29 de Agosto, 2016

A "anestesia" das redes sociais.

Joana

Hoje foi dia de retornar ao trabalho, recuperar rotinas e ganhar lanço para tratar das milhentas coisas que esperam por mim, tanto na minha empresa, como na minha vida pessoal. O dia começou às 7h00 e, a esta hora, já sinto que são quase 4 da tarde, de tal forma ainda não parei.

Hoje escrevo, porque me dei conta de algo que me ocorre com alguma frequência e que decidi partilhar. Creio que não serei a única, mas sabe-me bem o desabafo.

 

Parte da minha vida tem, necessariamente, de passar pelas redes sociais, pois não basta sermos bons no que fazemos (cof cof, grande modéstia); é necessário torná-lo visível e reconhecível aos olhos dos outros. Não me refiro ao plano pessoal - que nesse, não preciso mesmo de qualquer apoio das redes -, mas sim ao profissional. Confesso que, muitas vezes, sobretudo no Twitter e no Facebook, me "perco" quando estou a promover algum serviço ou mostrar algum tipo de atividade. É tão fácil sermos "desviados" do nosso foco que, por vezes, tenho de encontrar estratégias alternativas para evitar esses pequenos desaires na minha rotina de trabalho. Apesar de ser bastante objetiva e focada, sinto que, por vezes, o cérebro se deixa levar e segue por um caminho da rede que não é o que necessariamente desejava - qualquer coisa semelhante àquela sensação de, por vezes, irmos a conduzir e chegarmos ao destino, sem darmos conta, como se quase de uma uma navegação automática se tratasse, estão a ver?

 

 

 

Convenhamos, as redes sociais têm este lado, mas nem sempre é fácil desviarmo-nos delas, sobretudo numa manhã de segunda feira após o fim de umas boas semanas de férias.

Vá lá, Joana, tu consegues.

 

Passa-se o mesmo convosco? Conseguem gerir bem as coisas? Entram neste modo de "navegação automática" com frequência?

 

1 comentário

Comentar post