Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

26 de Fevereiro, 2015

A importância das coisas.

Joana
Ontem vi uma pequena reportagem na RTP1, que passou no programa da manhã, "Agora Nós". Era sobre a esclerose lateral amiotrófica, uma doença rara que se tornou famosa por causa de Steve Hawkins.

Quando alguém nos fala de uma doença do género, é difícil não cair no pensamento do "coitadinho" e passar à frente. No entanto, quando se vê uma reportagem como esta, tudo se relativiza, porque, para além de se perceber que todos somos, do nada e sem motivo aparente, vulneráveis a estas porras de doenças,  percebemos também que nos detemos, no dia a dia, com coisas tão insignificantes, que, às vezes, nem as devíamos sequer pensar, quanto mais dar-lhes voz. Somos pequenos, às vezes. E quando nos dizem que ao nosso lado há sempre alguém pior, por muito que nos custe, isso é muito verdade. E devíamos olhar bem mais para o lado, porque a vida é isto mesmo. 

Posso dizer-vos que esta reportagem "mexeu" muito comigo. A doença é demasiado cruel, mas a forma como o senhor se mantém, sem falhar, ao lado da mulher, como criaram a sua própria forma de comunicação e como acredita que ela é que é lhes dá força para aguentar aquilo tudo, quando, supostamente, ela seria a menos capaz de tal, é impressionante. E, mais que tudo, o marido dizer, com a maior convicção do mundo, que não acompanha a mulher por obrigação, mas sim porque a ama e quer estar todos os dias com ela. Isto é muito tocante e põe mesmo as coisas em perspetiva. Vejam, que vale a pena.