Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

09 de Novembro, 2016

A sério, já chega de Trump.

Joana

Porque todos acordámos de boca aberta, neste lado do mundo.

 

Nós temos o nosso próprio criminoso que se entrega no mesmo dia da eleição de Trump como presidente dos Estados Unidos da América e nem lhe damos atenção. Nós, portugueses, povo pequenino em tantos aspetos, fomos grandes ao conceber toda uma história de perseguição em busca de um criminoso e, ávidos que estávamos de uma captura à Saddam Hussein, ficámos todos atentos ao fugido Pedro Dias, que espalhou o pânico entre tantas aldeias do interior. Nós temos um criminoso de renome internacional. E nós estamos mais atentos ao criminoso eleito num país que nem sabe que existimos. Percebo. Eu própria relativizei a questão do "Piloto".

 

Mas não temam, minhas pessoas, este tipo é mau, muito mau para a Humanidade (o Trump, não o Pedro Dias). É um misógeno, um déspota e um racista intolerável. É um asco total e defende ideias opostas a tudo o que tem na sua família direta. É um perigo para este Mundo. Mas já houve iguais ou piores disfarçados em "pele de cordeiro" e nem por isso o mundo como o conhecemos se desgraçou por completo. Tenho para mim que isto ainda vai dar uma grande volta e que, provavelmente, não aguenta muito tempo. Veremos. Por agora, acho que devemos apenas reter a ideia de que grande parte dos americanos é, de facto, gente muito mal formada e, por isso, extremamente influenciável; de que o Trump deu um "tiro no pé", ao instigar o ódio contra as minorias multirraciais, quando, daqui a 30 anos, serão elas a maioria no Estados Unidos da América; e sobretudo, que devemos todos tomar um Xanax e deixar que esta estalada deixe de fazer efeito nas nossas caras, porque o erro está feito e amanhã será um novo dia - para o bem ou para o mal. E sim, para o Pedro Dias, também.

 

 

 

2 comentários

Comentar post