Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

26 de Janeiro, 2011

Biutiful. Ou nem por isso.

Joana
Eu e o cinema temos uma relação estranha. Gosto dele, mas raramente concordo com o que dizem sobre ele. Se me sugerem um local de exibição por o acharem magnífico, eu achá-lo-ei, por regra, mediano; se me "vendem" o discurso de "As pipocas ali são excelentes!", quase de certeza que não sairei de lá convencida e ninguém me tirará a ideia do "Já comi bem melhores..."; e se um crítico diz muito bem de um filme, eu já vou com a pulga atrás da orelha para o ver. Raras vezes - muito raras, até - concordo com os ditos entendidos na matéria ou com as estrelas que atribuem a um filme ou às críticas que fazem a uma película. E a coisa piora, se me vierem com a lengalenga do "Este-filme-já-foi-reconhecido-não-sei-onde-e-galardoado-no-festival-de-cinema-não-sei-quantas-e-ganhou-não-sei-o-quê-dos-Globos-de-Ouro- e-está-nomeado-numa-catrefada-de-categorias-para-os-Óscares-não-me-lembro-é-bem-quais". A sério, não se dêem ao trabalho. Sou pessoa de aplaudir de pé uma obra-prima do cinema, ou não parar de elogiar um actor ou realizador pelo excelente desempenho, se assim achar que merece, mas não à conta de prémios ganhos ou que o podiam ter sido, ou à conta da opinião dos outros. Só à conta da minha. Não é por ser assim que sou "quadrada" ou não percebo nada de cinema. Pensem o que pensem. Nunca fui de ir em correntes e de dizer bem só porque sim, porque fica bem, porque aos olhos dos outros existe alguma espécie de intelectualização repentina de quem vê, não gosta, não entende, e mesmo assim, assente. Poupem-me. Há que aprender a ter opinião, a respeitar os gostos mais ou menos coincidentes, a dizer bem, a dizer mal, mas sobretudo a pensar e a dizer por si.

Isto porque ontem fui ver isto:


E não gostei. Nada mesmo. Já foi reconhecido internacionalmente, esteve nomeado para os Globos de Ouro e ganhou, está nomeado para Melhor filme estrangeiro nos Óscares, tem excelentes críticas, e blá blá blá, mas não me convenceu. A única coisa que realmente gostei foi do Javier Bardem, que tem um desempenho notável. Mas de resto, lamento... é mauzinho. O enredo até que nem é do pior, mas há muita coisa lá para o meio que era dispensável, que quebra, que entedia. 
Haveria muitas formas de contar esta história, eu é que não gostei desta. Azar.

Para mim, vermelho.


1 comentário

Comentar post