Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

08 de Novembro, 2016

E vai mais um filme... Masterminds!

Joana

Como hoje é dia de comédia / tragédia do outro lado do Atlântico, vamos desanuviar um bocadinho e falar de coisas que nos abstraiam do pesadelo que estará para começar. Acho que cinema é um bom meio para o conseguirmos.

 

Não tenho andado muito atenta ao cinema, confesso. Às estreias, aos prémios, às críticas... a nada, praticamente. Apesar disso, e numa passagem rápida por um canal, vi há tempos uma entrevista da atriz Kristen Wiig e do ator Zach Galifianakis e fiquei alerta para algum filme que estivesse para estrear, que tivesse os dois atores a contracenar. Fã que sou do tipo de humor dos dois, fiquei entusiasmada, mas pensei que a coisa ainda fosse novidade lá fora e, como é tradição, demorasse a chegar aqui ao nosso canto. A verdade é que nunca mas pensei nisso e, entre os stresses e ansiedades do dia a dia, deixei que este assunto "morresse". Outro dia, mais uma vez do nada (estamos a ficar uns impulsivos, nós!) resolvi sugerir uma ida ao cinema. Fomos ver o que havia em cartaz e lembrei-me deste tal filme, sem ter ideia do nome. Depois de muito o ter tentado encontrar nas principais páginas de salas de cinema do Norte, lá vi que o filme ainda tinha resistido numa delas - a única, aparentemente. Estava decidido - se havia coisa de que precisávamos era de rir e não pensámos duas vezes.

 

 

Se o nosso objetivo era rir, foi totalmente cumprido - rimos MUITO, até quase às lágrimas em certas situações. Masterminds - Golpada de Mestre é um filme sobre um totó que se deixa enganar por uma mulher e leva a cabo um assalto, por amor. Simples. Mas claro que acaba por não ser tão simples assim. Há uma noiva muito estranha pelo meio, um amor não correspondido, um plano e uma fuga. E mais não digo. Os atores são ótimas escolhas (como eu previra), a história é engraçada, o humor físico é excelente, e não consigo sequer dizer de que personagem gostei mais. São todas diferentes, cómicas e bem construídas. Gostamos particularmente deste tipo de humor menos apalermado e mais inteligente, com bastantes segundas interpretações Só vos digo que é muito bom e que vale mesmo a pena! Não será necessariamente um filme para se ver no cinema - até porque, para além de já quase não estar em exibição, as vossas risadas podem ser tão duradouras, que se esticam para a cena seguinte e incomodam quem também lá está e não vive a coisa com o mesmo espírito. É um belo filme para se ver num dia frio de inverno, debaixo de uma mantinha e com uma bebidinha quente e uns biscoitos, não se preocupem. Cuidado é para não se engasgarem, que a história, em certas partes, dá mesmo para isso.

 

Vão por mim e vejam! Não fica nada atrás de Ressacas e afins. Se entretanto já viram, digam coisas!

 

[A cena final do filme faz-me rir mesmo muito. Mesmo agora, quando me lembro dela. Não tem nada de mais, não deve ter sido muito pensada, mas eu não consigo evitar. Sou capaz de me rir sozinha, só de pensar nela. Como agora.]

 

 

4 comentários

Comentar post