Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

30 de Junho, 2016

Em dia de jogo, olhemos apenas um pouco para a política. Não demora nada.

Joana

Esta semana, o secretário de Estado do Ambiente do nosso belo país, Carlos Martins, foi descoberto. Aparentemente, estava a receber um subsídio de alojamento indevido de cerca de 360 euros líquidos, tendo, para isso, declarado que a sua residência fiscal e permanente se localizava em Tavira, quando o excelentíssimo senhor reside em Cascais. Foi descoberto, prescindiu do subsídio e ainda declara tratar-se de uma "enorme injustiça".

 

A propósito, ficam a saber que cada ministro e secretário de Estado que não reside em Lisboa, recebe, por regra, 25,10 Euros por dia para despesas de alojamento. Isto perfaz um valor mensal de 778,10 Euros. Assim dita a lei (dos ricos, claro).

 

Se não estivéssemos no Euro, isto era notícia de destaque e alvo de comentários e revoltas por vários dias e, quem sabe, transformar-se-ia apenas na primeira peça de um dominó que iria, mais cedo ou mais tarde, cair. Como estamos no Euro e tomados por uma cegueira futebolística, isto é apenas uma notícia de fundo, que passa despercebida a quase todos. Enfim. 

 

 

4 comentários

Comentar post