Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

21 de Dezembro, 2014

Estes dias.

Joana

  • Sexta feira - fui ao "charco" e estive de cama. Nem me segurava em pá. Estive tão mal disposta, que só de me lembrar disso, fico, de novo, mal disposta. Foi uma gripe daquelas. Para esquecer.

  • Noite de sexta para sábado - suar "em bica". Parecia, eu própria, uma poça de água. Acordar cedo por não aguentar mais as dores musculares de estar na cama e enfiar-me, de imediato, num banho bastante quente. Grande parte do meu remédio santo.

  • Sábado: dia de almoço da empresa do J. Evento marcado e reservado há muito tempo, garantia da minha presença há muito tempo também. Desistir era comprometer o J. e lá me aguentei. Proteção divina e dose reforçada de medicação fizeram-me aguentar e até estar com relativo bom humor - ele há coisas...

  • Sábado à noite: últimas compras - muito rápidas e já decididas - de Natal. Na quinta feira anterior tínhamos a intenção de fazer tudo, mas eu já me arrastava com dores de cabeça, de músculos, de garganta, de tudo e não deu. Estava totalmente em versão "Walking Dead". Na sexta paguei as "favas" disto.

  • Hoje, domingo de manhã: abrir o Centro para garantir explicações que não se puderam realizar nem sexta (pelo meu estado), nem sábado (pelo compromisso agendado). Foi inédito. Custou horrores levantar-me.

  • Hoje de tarde: espera-se uma tarde de amigos bem animada, com troca de presentes de Natal. Nosso receio (meu e do J): estar lá a nossa pequena "sobrinha" à mercê de algum micróbio nosso mais teimoso. Já estamos na fase boa da coisa, parece só subsistir uma tosse aqui e ali e uma voz altamente fanhosa e extremamente sensual, mas mesmo assim... um bebé de meses inspira-nos cuidados redobrados...


Não admira, portanto, que eu hoje não consiga pensar que é domingo. Este fim de semana está a ser do mais atípico, estranho e fanhoso dos últimos tempos. Oxalá tudo isto passe depressa. Inclusivamente os dias, até dia 24, quando entramos em modo "férias". A partir daí, pode tudo retomar uma velocidade mais lenta até ao início do ano, que ficaremos bastante gratos! :)