Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

12 de Janeiro, 2017

Livrem-se de perder este filme no cinema.

Joana

E refiro-me a "Beleza Colateral".

 

 

Isto não é um filme; é um filmaço com um murro no estômago e com grandes lições a aprender.

 

Não me quero estender muito numa descrição sobre o que trata este filme ou sobre os porquês de não o deverem perder. Digamos simplesmente que trata da vida. E de tudo o que lhe dá valor - o óbvio e tudo o que é, de facto, colateral. E há tanto, mas tanto que não somos capazes de ver... E é isto. E isto vale muito a pena.

É daqueles filmes que nos transporta para o que está a ser vivido, nos envolve, nos "abana" e nos deixa sair da sala de cinema com lágrimas nos olhos, que tanto sabem a sal, como a açúcar. E, mais do que tudo, é daqueles filmes que ficam a ecoar na nossa cabeça muitas horas depois de já termos visto o seu final. Talvez porque não haja final.

Posso dizer que chorei muito no cinema a ver este filme - algo TOTALMENTE inédito em mim. Choro imenso em casa, mas nunca me lembro de o ter feito numa sala pública. É realmente bom e entrou diretamente para a lista dos melhores filmes que já vi. Talvez a fase da vida seja mais propícia a apreciá-lo de forma diferente, talvez a realidade esteja a surgir com novos medos. Seja pelo que for. Vão. A sério, vão.

 

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.