Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

02 de Maio, 2012

O 1 de Maio.

Joana

Eu sei que nem todos concordarão comigo, nem que sequer refletirão sobre este facto, mas  acho que cada um de nós tem a obrigação moral de, no 1º de Maio, evitar ao máximo aceder a supermercados e a serviços que, por estarem abertos, “forçam”  os seus trabalhadores a trabalhar num dia que, por lei, lhes deveria ser concedido por opção. É claro que há muitos serviços que constituem necessariamente uma exceção, mas há muitos outros (e em maior número) que não e que apenas trabalham com vista aos lucros fáceis. O que mais me impressiona nesta novela são os supermercados que não precisam mesmo deste dia e que desprezam os direitos dos seus trabalhadores. Tenho muita pena do que aconteceu ontem no Pingo Doce. Muita mesmo. Simplesmente porque reflete o desrespeito pelos trabalhadores (sim, porque eles foram os grandes lesados no meio de toda aquela tristeza) tanto da parte do patronato, como da dos clientes. A meu ver, tudo aquilo foi uma descarada provocação a tudo o que o 1º de Maio deveria ser. Muita coisa haveria a dizer sobre isto, mas parece-me que há por aí muita falta de reflexão sobre os direitos dos outros e é também responsabilidade de cada um de nós contribuir para que se acabe com este desrespeito em situações que não são prementes para a nossa vida diária.