Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

26 de Fevereiro, 2015

Rotundas + Passadeiras = ?

Joana
Das coisas com menos sentido no nosso país (e é, de facto, uma coisa de país) é o facto de todas as saídas de rotundas terem uma passadeira. Para mim, é a coisa mais sem cabimento que alguém inventou. A mente de inteligência suprema que inventou isto com certeza não conduzia ou tinha problemas em andar muito, pois só mesmo quem não anda de carro ou quem não consegue andar uns 100m mais para a frente poderia entender que era correto - e inteligente! - colocar uma passadeira, mesmo ali à boca de saída de uma rotunda, e não a uma distância de segurança, mais à frente. Quantas vezes eu já parei para dar passagem a peões nesta situação e temi, todo o tempo, que viesse um carro lançado da rotunda e chocasse na traseira do meu carro e me projetasse para cima do peão? Quantas vezes já não dei passagem a peões nestas passadeiras, com medo de que tal acontecesse e eu fosse culpada do ferimento ou morte de alguém?

Há pouco tempo, tomei conhecimento que isto é coisa que só se vê em Portugal (ou raramente noutros países, pelo menos), o que torna a coisa muito mais ridícula. Queremos ser diferentes e inventamos regras berrantes como estas? Que lógica têm as passadeiras nestes locais, alguém me consegue explicar? Vocês sentem o mesmo que eu?


1 comentário

Comentar post