Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

Verde Vermelho

Podia ser um blog sobre Portugal. Podia ser um blog sobre mim. Podia ser um blog sobre coisas boas e más. Podia ser um blog humorístico. Podia ser um blog a tentar ser humorístico. Podia ser um blog sobre qualquer coisa. Pois podia.

22 de Novembro, 2011

Sim, vou voltar ao meu modo crítico. Switching... done!

Joana
Eu detesto visitar blogues que não me adiantam nada ao meu dia. Que dizem sempre o mesmo. Que não trazem pontos de vista interessantes, nem opiniões corretas ou até desajustadas (dão luta). Que falam só de roupa, de moda, do vestidinho isto e da botinha aquilo. E não gosto de blogues que são lamechas. Que só têm poemas de amor, sem um ou outro que mude um bocadinho de sintonia. Que falam só do "meu amorzinho cutchi cutchi coisa mai linda".
Isto de se estar apaixonado leva-nos para um mundo um bocadinho deslocado, todos sabemos disto, mas será que queremos todos conhecer o mundo deslocado deste e daquele, ou só nos interessa mesmo o nosso?
Eu sou adepta da sensatez, do meio termo. Não é porque eu não falo, que não gosto mais ou menos de uma pessoa. Nem tão pouco o contrário. Mas há quem tenha necessidade de partilhar tudo. Mas tudo. Desde o acordar até ao adormecer. E todos os dias. Como se a vida de quem visita o blogue dependesse do facto de saber se o(a) namorado(a) de quem bloga está de folga hoje ou não. Poupem-me, minha gente! Um post uma vez por outra, está bem, é natural, mas quando todos os dias têm uma descrição do que o vosso amorzinho faz ou fez, de como é o/a melhor namorado(a) do mundo, como vos mima e béu béu béu... pronto, estão a preparar o meu adeus inevitável às vossas palavras.
Eu gosto da felicidade dos outros, mas tanta meladice junta todos os dias enjoa, juventude! E para os que possam estar a pensar que eu sou é uma insensível e que devo ser uma ressabiada, invejosa e tudo o mais, desenganem-se. Não sou nada disso, estou muito bem com quem e como estou e tenho mais que fazer do que invejar quem quer que seja. Quero que as pessoas sejam felizes, mas não aguento tantos rinhonhós. Só isso.

[Eu estou mesmo a pedi-las para não ter leitores (já nem digo seguidores), eu sei.]


3 comentários

Comentar post